Bem vindo
Notice: Undefined index: usuarioNome in /home/omunici/public_html/view/topo.php on line 39

Sair


Esqueci minha senha






Polícia :: 2017-07-25 -18:55:00

Polícia confirma que mais três são investigados por fogo em ônibus


A Polícia Civil de São João da Boa Vista, através do delegado seccional Sebastião Antonio Mayriques, confirmou que mais três pessoas estão sendo investigadas pelo incêndio no ônibus da empresa Rápido Sumaré, que ocorreu na noite de sexta-feira (21).
“As investigações estão sendo finalizadas e poderemos ter novidades nos próximos dias. É preciso ouvir mais algumas testemunhas e fazerem o reconhecimento para termos a confirmação dos acusados”, explica Mayriques.
Os nomes dos possíveis acusados não foram revelados pelo delegado para não atrapalhar na apuração dos fatos. Um dos suspeitos já foi preso no domingo (23) pela Polícia Militar.
Um dos ônibus da frota do transporte coletivo sanjoanense foi incendiado no bairro Recanto do Jaguari, por volta das 22h40. Segundo o delegado, de quatro a seis homens subiram no veículo, obrigaram os passageiros e motorista a descer, e atearam fogo. Ninguém ficou ferido.
O Corpo de Bombeiros foi acionado, conseguindo controlar as chamas. Polícias Militar, Civil e Científica também foram chamadas. 
Segundo informações extraoficiais, a ação dos bandidos pode ter sido motivada em razão da prisão de um traficante, na tarde de sexta. O fato dos bandidos não terem roubado nenhum dos passageiros reforça ainda mais a tese de retaliação.
 
PRISÃO
Pouco mais de 24 horas depois do ocorrido, com um mandado de prisão temporária expedido pela Justiça Criminal da Comarca local, com parecer favorável do Ministério Público, a Polícia Militar prendeu Eduardo Henrique Cola, de 22 anos.
Para as autoridades policiais, Cola, que é morador do bairro onde ocorreu o incêndio, é um dos principais suspeitos de atear fogo no ônibus.
A Justiça decretou a prisão temporária do acusado pelo prazo de cinco dias (que deverá ser renovada por mais cinco) para que as investigações possam confirmar se ele foi um dos autores da ação criminosa.
Nesta segunda-feira (24), O MUNICIPIO apurou que o motorista e as pessoas que estavam no ônibus fariam o reconhecimento do primeiro acusado na delegacia. A Polícia Civil não confirma o fato.
O ato, que nunca havia acontecido na cidade, chocou os sanjoanenses, em especial os moradores dos bairros Recanto do Jaguari e Vila Conceição.
 
Polcia