Bem vindo
Notice: Undefined index: usuarioNome in /home/omunici/public_html/view/topo.php on line 39

Sair


Esqueci minha senha






Educação :: 2017-07-06 -12:56:00

Reitor da UNIFEOB participa do anúncio do novo Fies no Palácio do Planalto


 

O reitor da UNIFEOB, João Otávio Bastos Junqueira, participou na manhã desta quinta-feira, dia 6 de julho, do anúncio do novo Fies (Fundo de Financiamento Estudantil).

As novidades foram reveladas pelo presidente Michel Temer e o ministro da Educação, Mendonça Filho, e ocorreu no Palácio do Planalto, em Brasília, em um ato reservado e com poucos representantes de instituições de ensino superior do país.

João Otávio foi um dos convidados a participar do evento e representou a UNIFEOB, a Abruc (Associação Brasileira das Universidades Comunitárias) e o Semesp (Sindicato das Mantenedoras do Ensino Superior-SP).

Segundo o reitor da UNIFEOB, as novidades ficarão para 2018. “Neste segundo semestre de 2017 as regras serão iguais ao primeiro semestre. São 75 mil vagas e os mesmos critérios”, conta.

João Otávio ainda revelou que as inscrições e ofertas para as IES (Instituições de Ensino Superior) abrem na segunda-feira, dia 10 e se estendem até sexta, dia 14.

Já para os estudantes o prazo será de 25 a 28 de julho.

NOVIDADES

Para o ano de 2018, a grande novidade será para aqueles alunos com renda familiar mensal per capita de até três salários mínimos. Nestes casos, explica João Otávio, o governo está lançando 100 mil vagas a juros zero.

Além disso, o governo irá implantar também o que está chamando de Fies Privado. “O governo por meio de seus órgãos financeiros vai capitar recurso mais baratos para que os bancos privados ao pegar esse dinheiro possa oferecer também um juros mais baixo para as pessoas que não estejam na faixa de até três salários. Essa faixa sobe para cinco salários mínimos”, conta o reitor da UNIFEOB.

O FIES

O financiamento é destinado a alunos matriculados em instituições privadas de ensino superior. Segundo o Ministério da Educação, atualmente mais de 2 milhões de jovens e adultos que não têm condições de pagar a faculdade são beneficiados pelo programa, que oferece taxa de juros efetiva de 6,5% ao ano.

 

 

Educao