Bem vindo
Notice: Undefined index: usuarioNome in /home/omunici/public_html/view/topo.php on line 39

Sair


Esqueci minha senha






Política :: 2017-03-21 -18:12:00

Funcionárias têm pagamento liberado e conseguem receber


Há dois meses sem salários, as 89 funcionárias da Mello Apoio & Serviços Ltda., empresa terceirizada que presta serviços de limpeza em creches e escolas municipais, tiveram o pagamento liberado nesta terça-feira (21).
Segundo apurado pelo O MUNICIPIO, as trabalhadoras já estiveram na agência da Caixa Econômica Federal e conseguiram receber após este período sem salários.
A situação se arrastava desde janeiro e as funcionárias passavam por dificuldades para conseguirem quitar suas contas e alugueis em atraso, além de conseguirem se alimentar normalmente.
A decisão do pagamento estava travada no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) por conta de uma ação do Sindicato da categoria e um mandado de segurança da empresa Mello. Fato que impedia a Prefeitura de São João de quitar os débitos através da entidade como também da terceirizada.
De acordo com o Procurador Jurídico do Município para a área de Recursos Humanos, Everton Soares Leocádio, houve mudança na situação devido à intervenção da prefeitura.
“A prefeitura efetuou uma petição solicitando uma prioridade na análise da situação. Foi realizada uma diligência para falar diretamente com a relatora do processo. Ela prontamente nos atendeu e determinou que a juíza liberasse os créditos da empresa diretamente para que o município fizesse o pagamento para as funcionárias”, revelou Leocádio. 
 
PENDENTE
De acordo com o advogado da empresa Mello, Vinícius Bovo, os salários quitados são referentes ao mês de janeiro e agora ainda faltam os vencimentos referentes a fevereiro. 
“Não queríamos o atraso, só houve por conta do mandado de segurança. Todos os vencimentos a partir de agora devem ser feitos da mesma maneira”, descreveu.
Ainda segundo Bovo, por conta do repasse da verba não ser feito diretamente para a Mello, a empresa está em atraso também com fornecedores. 
 
Poltica