Bem vindo
Notice: Undefined index: usuarioNome in /home/omunici/public_html/view/topo.php on line 39

Sair


Esqueci minha senha






Política :: 2017-03-21 -18:10:00

Transporte Escolar vai ser investigado


A reunião da Câmara Municipal, de segunda-feira (20), foi marcada por graves denúncias quanto ao Transporte Escolar disponibilizado pela Prefeitura de São João. O problema fez com que alguns vereadores sugerissem a instauração de uma CPI para apurar o caso. 
A situação foi divulgada pela sanjoanense Adriana Aparecida Dias Souza, mãe de uma menina de 11 anos que utiliza o serviço.
Por não estar inscrita na Tribuna Livre do Legislativo, não pode relatar o caso aos vereadores e as denúncias foram levaras ao conhecimento dos demais edis por intermédio de Leonildes Chaves Junior (PHS) e Rui Nova Onda (PTB).
Vídeos, áudios e fotos das irregularidades foram apresentados aos vereadores, que debateram o tema. 
Dentre os problemas apontados estão os de má conservação dos veículos, crianças que chegam atrasadas nas aulas e alunos que precisam trocar de veículo no meio da rodovia para chegarem às escolas. 
 
INSTAURAÇÃO DE CPI
Com conhecimento das irregularidades, Chaves e Rui aventaram a possibilidade de instaurar uma CPI para apurar o caso.
Entretanto, Gerson Araújo (PMDB), presidente do Legislativo, preferiu, antes de tomar tal medida, convocar a diretora de Educação, Maria Helena Angelini Santana, para comparecer na Câmara Municipal, na próxima semana, e esclarecer a situação.
Segundo apurou O MUNICIPIO, mesmo com os esclarecimentos da diretora do departamento, o pedido de instauração da CPI será mantido e deve ter votos a favor de edis tanto da oposição quanto da base aliada ao prefeito Vanderlei Borges de Carvalho (PMDB).
 
DENÚNCIAS
Adriana relatou os problemas também ao O MUNICIPIO. Segundo ela, “há sete anos minha filha utiliza o Transporte Escolar e há sete anos ela vem enfrentando problemas”. 
A mãe revelou que já fez inúmeras reclamações no Departamento de Educação via telefone e a resposta sempre é que o problema vai ser solucionado, “mas nunca é”.
“Até que na semana passada, resolvi fazer uma denúncia direto lá. Só que no outro dia, a motorista da Van veio tirar satisfação e no caminho da escola ela tirou satisfação com a minha filha também. Minha filha chegou à escola chorando e com medo, dizendo que não queria ir mais à escola e nem estar mais com essa motorista”, contou ela.
Adriana revolveu descrever seu drama na internet, em redes sociais, e teve apoio de diversas outras mães que dizem viver o mesmo problema. 
Entre as principais irregularidades apuradas com as outras mães, Adriana relata que estão as de Vans com portas quebradas e que é preciso descer do veículo pelo porta-malas, alunos que chegam atrasados nas escolas e, até mesmo, crianças que precisam trocar de Van durante o trajeto. 
“Algumas mães me relataram que a Van que leva os filhos delas na escola, quando chegam ao Distrito Industrial, na beirada da pista, param o veículo e as crianças têm que trocar e embarcar em outra Van. Isso é muito perigoso, pois são crianças, elas podem correr para o meio da pista, se esconder”, descreveu Adriana.
 
PREFEITURA
Questionada, a prefeitura informou que o sistema de transporte escolar no Município de São João da Boa Vista funciona em parceria com a rede Estadual, através de Convênio.  Neste ano de 2017, existem 43 linhas distribuídas em 26 empresas, que foram contratadas através de processo de licitação e que transportam aproximadamente 2000 crianças diariamente.
“Diante do amplo número de alunos atendidos, eventualmente, pode haver algum atraso pontual, não existe baldeação de alunos para outros veículos; todos alunos são prontamente atendidos pelo transporte, ou seja, todos aqueles que estão em conformidade com a legislação”, alegou.
Poltica