Bem vindo
Notice: Undefined index: usuarioNome in /home/omunici/public_html/view/topo.php on line 39

Sair


Esqueci minha senha






Saúde :: 2016-12-21 -09:17:00

Consciência alimentar ajuda a não engordar durante as ceias


Mais um ano termina e o assunto “ceia” volta a preocupar quem vive tentando perder peso ou prometendo que “no ano que vem, vou perder tantos quilos”.

A nutricionista Izabela Moraes Gondim, especialista em nutrição estética e emagrecimento, em entrevista ao O MUNICIPIO, pondera que as confraternizações e comemorações  sempre irão existir mas o que precisa ser mudado é a consciência alimentar.

“É preciso saber que essas confraternizações são para encontros familiares, para rever amigos e não simplesmente para comer e beber”, diz a nutricionista, completando que não é preciso comer tudo o que se vê pela frente ou beber até ver o fim.

Izabela sugere que o ideal é experimentar um pouco de cada coisa ou fazer escolhas do que não se come todo dia.

“É despertar a consciência para o que, de fato, o corpo precisa e não o que você quer; assim, você consegue reduzir peso e passar por essas festividades com a consciência tranquila”, enfatiza ela.

Pequenas atitudes podem ser tomadas, para aproveitar tudo que essa época do ano traz, sem engordar.

“Nunca vá às confraternizações com fome: antes de sair, tome um suco, faça um lanche natural, o que reduz o apetite e a quantidade de comida (salgadinhos, frituras, bolos, doces, refrigerantes e etc) será menor”, alerta a nutricionista.

Ela sugere, também, que se prove apenas alguns petiscos e faça escolhas saudáveis, como o suco de fruta para substituir o refrigerante e a cervejinha; saladas antes do prato principal e, na mesa de frios, se opte por alimentos com baixo valor calórico (frutas, queijo branco, ovo cozido, azeitona, palmito), sempre prestando muita atenção às quantidades.

No infográfico acima, você confere algumas dicas de Izabela para ceia de Natal.

Na festa de Ano Novo, a nutricionista reforça para fazer sempre escolhas mais leves, com muita água e suco, para compensar as perdas hídricas do verão.

“Abuse das frutas! Evite também as bebidas alcoólicas, ricas em ‘calorias vazias’; o ideal seria apenas uma taça de vinho para o brinde, pois nesta bebida se encontram os polifenóis com propriedades antioxidantes”, finaliza a nutricionista.

 

O que fazer para a meta de perder peso sair do papel

Izabela Moares Gondim, nutricionista, deixa alguns recados para quem estipula  perder peso como meta no início do ano.

“Se você já iniciou o processo de redução de peso, continue; e se vai iniciar bem nas festas de final de ano, continue também! Tenha foco, força e o mais importante, consciência alimentar”, acentua.

A nutricionista confirma que esta é uma das épocas mais difíceis para se fazer dieta mas, para superar tantas comidas calóricas e saborosas, em primeiro lugar, se deve ter consciência e pensar se, realmente, é preciso comer tanto.

“Em segundo lugar, se mantenha ativo, faça uma caminhada, corrida, exercite-se antes e depois das festas, assim os hormônios produzidos pelos benefícios das atividades irão te beneficiar com a sensação de dever cumprido e você se sentirá bem consigo mesmo”, diz Izabela.

Aqui também vale a dica de ingerir muita água, água de coco e chás para se manter hidratado e evitar a ressaca.

Izabela atenta para o pensamento de algumas pessoas, como “estou proibida de comer isso ou aquilo”.

“Quando você se proíbe de comer algo, você se priva e, mais tarde ou até no dia seguinte, se vê querendo comer tudo o que não comeu no dia anterior; isso gera a culpa, o remorso, sentimentos que muitas vezes nos fazem entrar  num ciclo, ‘não posso comer, preciso emagrecer... mas só hoje!’”, comenta ela, deixando claro que isso é prejudicial.

Na visão de Izabela, fazer uma restrição alimentar não é fácil mas pode ser  facilitado quando se tem boa vontade e atenção em comer melhor, se sentir melhor, em melhorar a auto estima, a pele, cabelos, disposição, sono, enfim,  emagrecer e eliminar peso.

“Nas ceias de fim de ano, tenha consciência de você, do seu corpo e se pergunte: quanto preciso comer ou beber para ser feliz, para festejar? O que a comida representa para mim? A comida nos nutre e traz a felicidade se for consumida em equilíbrio; o exercício nos traz bem estar físico e estimula nosso corpo a metabolizar e eliminar toxinas e gordura”, finaliza a nutricionista.

Sade