Bem vindo
Notice: Undefined index: usuarioNome in /home/omunici/public_html/view/topo.php on line 39

Sair


Esqueci minha senha






Geral :: 2016-01-05 -13:26:00

Viajar com cachorros: saiba como acomodá-los, sem problemas

Veterinário recomenda que transportador é a melhor saída, mas é preciso acostumar o animal a isso

Por Daniela Prado


Tempo de férias, para algumas pessoas, é sinônimo de muitos passeios e viagens, sobretudo de carro, com a família completa.

E quando se diz “família completa”, incluem-se aí os pets, que vão junto, de carro, para o local de destino, se este for um pet friendly – local em que os animais são normalmente aceitos.

Mas viajar de carro com cachorros não é tarefa simples e exige alguns cuidados. A reportagem do O MUNICIPIO conversou a respeito com o veterinário Tiago Fornaziero Dorna, da Clínica Veterinária Mascott e Cia, em Águas da Prata.

ACOMODAÇÃO

Tiago informa que, em se tratando de acomodar bem o cão, existe o que é correto e o que é o mais usado. “O certo para se viajar com cachorro é o transportador, independente do tamanho do cão; deve-se ter um transportador para eles e este transportador tem que estar fixo no carro”, alerta o veterinário.

Levar o animal no colo é outro detalhe que Tiago ressalta que não pode. “Animal solto, dentro do carro, assim como qualquer bagagem solta, em caso de acidente, pode se transformar em uma arma, pois o pet pode ‘voar’, pode bater na cabeça de quem está na frente, pode ‘voar’ para trás, enfim, é perigoso”, argumenta.

CALMANTES PARA BICHOS

O veterinário não aconselha que se dê nenhum tipo de medicamento aos animais quando se vai viajar. “Todos eles são anestésicos ou sedativos e tudo isso, sem um acompanhamento veterinário, é muito arriscado”, salienta Tiago.

PARADA OBRIGATÓRIA

Para que os donos percebam qual o momento de dar uma parada no caminho, por necessidade do cão, principalmente se a viagem for longa, Tiago comenta que o animal demonstra quando está com fome ou com necessidade de urinar.

“Fome, quando está viajando, é muito difícil de acontecer, mas ao sentir vontade de urinar, o animal começa a ficar inquieto dentro do carro e aí, você já percebe que está na hora de parar para ele dar uma descida, tomar uma água”, observa ele, destacando que comer durante a viagem, é muito difícil do animal ter vontade.

NOUTROS VEÍCULOS

Segundo Tiago, em qualquer meio de transporte, ao viajar com animais é necessário que a carteira de vacinação de seu pet esteja, pelo menos, em dia. “Mas, ao viajar de ônibus ou avião, dependendo do país ou localidade para onde estiver indo, além da carteira de vacinação, você precisa de um laudo veterinário dizendo que o animal não possui nenhuma moléstia infecto contagiosa e que está apto a viajar, para evitar o risco dele levar doenças para outro lugar que, de repente, não as tenha”, explica Tiago.

O veterinário argumenta que andar nestes transportes vaiestressar a animal, não tem como. “Tem animal que tá adaptado a viajar e, quanto mais o pet viaja de carro, mais adaptado ele fica e melhor ele viaja”, conclui.

Em compensação, os que não estão adaptados, quando viajam, vão estressar, vão babar,fazer xixi, enfim, vão fazer aquele auê dentro do carro. “Um animal que, às vezes, já é muito estressado, medroso, costuma ter este tipo de reação, mas, de um modo geral, a viagem em si, para um cão que não está acostumado, estressa muito, sim”, finaliza Tiago.

OUTRAS DICAS

A jornalista Jackie Mota e o marido sempre viajam de carro com Maquiavel e Foucault, os dois buldogues franceses do casal.

Por conta disso, criaram o blog “Viaje Sim” (http://www.viajesim.com/2015/05/dicas-para-viajar-com-cachorro-de-carro.html), com uma série de dicas e experiências sobre como as coisas funcionam na prática e como os cães se comportam quando o casal realiza suas roadtripsem família.

Acesse e confira dicas de como acomodar os animais, como usar corretamente o cinto de segurança para pets, quais as paradas possíveis, em restaurantes petfriendly e muitas outras.

Geral