Bem vindo
Notice: Undefined index: usuarioNome in /home/omunici/public_html/view/topo.php on line 39

Sair


Esqueci minha senha






Saúde :: 2015-12-29 -14:02:00

Aprenda a usar o colesterol a seu favor

Nutricionista explica o que é o bom e o mau colesterol e como diferenciar os alimentos que contém cada um deles

Por Daniela Prado


Muitos brasileiros estão acima do peso e 17,9% estão obesos, mas, embora estes dados levantem um alerta para que as pessoas tenham maior preocupação com o corpo, qualquer alteração alimentar deve ser feita com o acompanhamento médico.

É fundamental compreender o papel dos diferentes nutrientes de cada alimento e para esclarecer estas questões, a reportagem do O MUNICIPIO conversou com a nutricionista Caroline Ferreira.

“O colesterol é um tipo de lipídio (gordura) encontrado naturalmente no nosso organismo, é um componente estrutural das membranas celulares e está presente no cérebro, nervos, músculos, pele, fígado, intestinos e coração”, explica a nutricionista.

Ela elucida também que nosso corpo precisa de colesterol para produzir vários hormônios, como testosterona, estrógeno, vitamina D e sais biliares.

BOM x MAU

Quando se fala em bom e mau colesterol, Caroline esclarece que o HDL (high density lipoprotein) conhecido como “bom”colesterol, transporta o colesterol das células para o fígado, eliminando pelas fezes e bile. “O HDL é o que fornece proteção contra as doenças cardiovasculares”, destaca Caroline.

Já o LDL (low density lipoprotein) conhecido como “mau”colesterol, é o que promove o acúmulo da gordura nas paredes das artérias. “Quanto maior o LDL, maior o risco de desenvolver problemas cardíacos, como arteriosclerose”, alerta a nutricionista.

ESCOLHA O QUE COME

Segundo Caroline, um meio de escolher e consumir apenas o bom colesterol é ingerir alimentos ricos em vitamina B, como carne branca, queijo branco, clara     de ovos e vegetais. “Consumir alimentos com ômega 3, como sardinha, truta, bacalhau e atum com pele, azeite, abacate, castanhas, nozes, amêndoas e semente de girassol”, sugere.

Contudo, a nutricionista confirma que existe, sim, uma predisposição genética para o mau colesterol, mas a maioria é modificável de acordo com o estilo de vida da pessoa. “Com uma alimentação equilibrada e exercício físico regular é possível melhorar esses valores hereditários”, Caroline argumenta.

ALIMENTOS "DO MAU"

De acordo com a nutricionista, alguns dos alimentos que contém o mau colesterol são as frituras, como peixe frito, carnes à milanesa, batatas fritas, bem como salsicha, salaminho, bacon, banha de porco, chocolate, bebidas achocolatadas, biscoitos e tortas industrializadas.

 Leite integral, leite condensado, queijos amarelos, creme de leite, receitas com creme de leite, sorvete, pudim e carnes gordas, como cupim e picanha completam a lista “do mau”, que Caroline nos aponta.

COLESTEROL EM EQUILÍBRIO 

Para manter o colesterol sempre estável, as dicas que Caroline nos deixa são manter uma dieta equilibrada e balanceada em gordura mono e insaturadas, além de fazer exercícios aeróbicos regularmente, com orientação profissional. “É aconselhável um checkup a cada 6 meses aproximadamente, pois a prevenção é o melhor caminho”, finaliza a nutricionista.

Sade