Bem vindo
Notice: Undefined index: usuarioNome in /home/omunici/public_html/view/topo.php on line 39

Sair


Esqueci minha senha






Saúde :: 2015-12-08 -17:28:00

Rede continua sem seringa e remédio

Remédios já deveriam ter sido repostos, mas ainda não foram encontrados

Por Gustavo Oliva


São João da Boa Vista continua enfrentado o problema da falta de medicamentos em diversas unidades de saúde da cidade. Pacientes que necessitam de remédios para diabetes, coração, colesterol, tireóide, entre outros, estão tendo que buscar outros recursos para conseguirem controlar suas respectivas doenças.

Na edição do dia 07 de novembro, O MUNICIPIO registrou algumas denúncias feitas por leitores relacionadas à falta de medicamentos fornecidos de maneira gratuita pela Prefeitura.

Na época, em resposta às denúncias, a diretoria do Departamento Municipal de Saúde informou que faltavam alguns medicamentos na rede e que os pregões para sua aquisição seriam realizados nos dias 9,10 e 11 de novembro, no setor de licitações. As empresas vencedoras da licitação teriam até 30 dias para efetuar o fornecimento dos remédios.

RECLAMAÇÕES

Diversos leitores continuam procurando O MUNICIPIO para questionar a respeito da reposição de medicamentos.

Uma moradora da Vila Valentim tem diabetes e utiliza a insulina diariamente. Ela conta que a Unidade de Saúde do bairro não possui seringas, por isso ela está reutilizando as usadas e higienizando as próprias agulhas, também já utilizadas, correndo o risco de se contaminar.

A aposentada está controlando as seringas, pois segundo ela, como não há previsão, elas podem faltar a qualquer momento e fica preocupada com a demora na reposição. “É um descaso com a população, isso tinha que ser planejado antes. Um absurdo chegar ao ponto de faltar remédios para depois fazerem o pedido.”, analisou ela.

De acordo com o Departamento, os pacientes já teriam os medicamentos nas Unidades de Saúde no mês de dezembro, por isso, a Prefeitura foi procurada para esclarecer as dúvidas com relação ao assunto, se os medicamentos já foram licitados e se há previsão para a chegada dos mesmos aos postos de saúde, diminuindo assim a agonia daqueles que necessitam.

PREFEITURA

Em contato com o Departamento de Saúde, através da Prefeitura Municipal, foi informado que as licitações foram realizadas nos dias 9,10 e 11 de novembro, conforme divulgado anteriormente.

De acordo com o Departamento, os medicamentos adquiridos estão sendo distribuídos nas Unidades de Saúde, conforme a demanda. Foi informado ainda que outros dois pregões estão agendados para os dias 10 e 11 de dezembro.

Vale ressaltar que, em 2013, a diretora do Departamentode Saúde de São João da Boa Vista, Lia Bissoli, concedeu uma entrevista ao O MUNICIPIO e disse que durante suagestão não faltariam remédios na rede pública. “Eu afirmo que não haverá mais atraso de medicamentos”, disse Lia à época.

FALTA CONTINUA

Porém, a reportagem do O MUNICIPIO ligou para todas as Unidades de Saúde de São João e constatou que itens básicos como seringas para aplicação de insulina ainda não foram repostas em nenhuma das unidades.

Uma das funcionárias de um Posto de Saúde acredita que os objetos não estarão disponíveis ainda nesse ano.

O medicamento sustrate – indicado para o tratamento de problemas relacionados ao coração – também falta em todos os postos de saúde. Já a insulina – usada por diabéticos – continua faltando em algumas Unidades de Saúde da cidade.

COMO TRATAR?

O MUNICIPIO pesquisou o preço de alguns medicamentos em farmácias de São João. Um pacote contendo dez seringas, por exemplo, custa, em média, cerca de R$ 27. Já o medicamento sustrate, custa em torno de R$ 20.

Um paciente que aplica diariamente a insulina, como o caso da aposentada da Vila Valentin, gastaria em torno de R$ 81 por mês.

Para a moradora, o valor é muito alto, por isso, continuará economizando as seringas que ainda restam e higienizando as agulhas já utilizadas para tentar manter a saúde em boas condições.

Sade