Bem vindo
Notice: Undefined index: usuarioNome in /home/omunici/public_html/view/topo.php on line 39

Sair


Esqueci minha senha






Geral :: 2015-11-14 -12:35:00

Apesar da crise, sanjoanense não deixa de viajar no Natal

Final de ano é a temporada de ouro das agências de viagens, porque estende-se até as férias e o Carnaval brasileiro

Por Clovis Vieira


“Que viagem fazer no Réveillon 2016?” A viagem do final do ano é uma jornada que todos gostam de planejar com antecedência, afinal é dezembro, verão, alta temporada turística e próximo a outro feriado importante, o Natal. A agitação em torno dessas viagens já começou na CVC Turismo.

“O segundo semestre no setor de turismo é marcado, historicamente, pela maior procura dos brasileiros pelos destinos nacionais” informa Sabrina Lemes, máster franqueada da CVC. Aqui em São João, a CVC atua desde 2009 e, hoje, ela comanda mais quatro lojas: São José do Rio Pardo, Guaxupé, Mococa, Vargem Grande do Sul.

FIM DE ANO

A experiência de 43 anos da companhia mostra que, tradicionalmente, nesta época do ano, o turismo doméstico costuma ter a preferência dos brasileiros nas viagens de lazer, “visto que a proximidade do verão e o aumento da temperatura estimula a realização de viagens pelo litoral brasileiro”, esclarece.

De acordo com a franqueada, neste momento a maior procura agora é para as viagens rumo ao Nordeste, no caso dos destinos domésticos, os Mini Cruzeiros pelo litoral brasileiro, sendo que esse formato volta com força total nesta temporada, com viagens mais curtas e mais baratas, e para destinos de praia na região do Caribe, como Cancun e Punta Cana.

Sabrina avalia que ao todo, no verão brasileiro, a CVC terá pelo menos 1.000 voos fretados (ou 100 voos exclusivos por semana), a partir de dezembro de 2015 e até o Carnaval 2016, com partidas de mais de 20 cidades do Brasil, rumo a destinos brasileiros. “Cerca de 60% deste volume de voos desembarcará nos destinos Nordestinos”, reafirma.

Com relação à crise financeira que assola o País, ela pondera que, apesar de todos sofrerem suas consequências, “as pessoas estão se adaptando e não deixam de viajar; pacotes anteriormente vendidos para oito dias, agora são comercializados para cinco dias”.

Ela diz que em novembro de 2014, as vendas estavam mais aquecidas do que neste ano. “Com o pagamento da primeira parcela do 13º salário, a clientela já começa a procurar por pacotes de viagens”. Seus colaboradores na loja também estão preparados para sugerir pacotes personalizados, que combinem com as datas disponíveis do cliente e o modo como estes desejam pagar.

A EMPRESA

Em 1972, nasce a Agência de Viagens CVC, da associação de Guilherme Paulus e de Carlos Vicente Cerchiari (a sigla CVC provém das iniciais deste nome), na cidade de Santo André, na região do Grande ABC Paulista (SP). Em 1976, desfaz-se essa sociedade e a CVC passa a ser administrada apenas por Guilherme Paulus e por sua esposa, Luiza Paulus.

Daí, em 1978, dá-se início à organização de grupos de viagem, atendendo principalmente aos grêmios de funcionários das indústrias do ABC Paulista. A CVC iniciara suas operações na organização de viagens para 1 dia de passeio, depois para finais de semana, até contribuir para que o trabalhador programasse suas viagens em feriados prolongados e nas férias.

Geral