Bem vindo
Notice: Undefined index: usuarioNome in /home/omunici/public_html/view/topo.php on line 39

Sair


Esqueci minha senha






Artigos :: 2016-09-21 -17:58:00

Quem são nossos pesquisadores?


A pesquisa universitária vem crescendo à passos largos em nossa cidade, e precisamos conhecer seus protagonista. Entre os dias 10 e 15 de setembro tivemos quatro eventos onde pesquisadores interagiram, conversaram se apresentaram; enfim, pararam suas atividades diárias para falar sobre o que fazem. No final de semana aconteceu o I Seminário para Implantação do Polo Tecnológico (10/9), reunindo os protagonistas de nosso ambiente de inovação (pesquisadores, empresários, políticos e cidadãos que se envolveram no processo, como eu). A partir dos contatos neste evento foi possível saber o que aconteceria na semana: segunda-feira começaram as Semanas de Administração e a de Engenharia na Unifae, e na quinta tivemos a etapa sanjoanense do 28º Congresso de Iniciação Científica da Unesp (15/9).

Neste último evento, que fechou a semana, foram indicados dois trabalhos para a estapa estadual: o de Bruna de Souza, sobre bolhas de separação em asas de aeronaves, e Mariana Bassi, sobre compartilhamento do espectro de frequencias em internet 5G, orientadas pelos Professores Doutores Elmer Gennaro e Carlos de Lima, respectivamente. Detalhe: as duas são de São João!

A Unesp sempre esteve entre os sonhos de consumo para os alunos mais brilhantes do ensino médio, e o Instituto Federal atrai professores fantásticos por ter salários equivalentes aos de universidades federais. E quem são os estudantes sanjoanenses nestas instituições que atraem gente até de outros países? Quais os círculos de relações sociais que eles fazem lá? Quem são seus professores, que muitas vezes já se tornaram referência fora do país em suas áreas? Que projetos de pesquisa estes professores e alunos podem fazer junto com Unifeob e Unifae, que também possuem vários professores doutores? Enfim, que universo é esse que de repente se mostra tão perto de todos nós?

Dentre as várias formas da sociedade abraçar este projeto de Polo de Tecnologia, a mais penetrante é conhecer os protagonistas disso e perceber que eles estão no mesmo supermercado que nós, mesma quitanda, comendo lanche ou bebendo algo ao nosso lado, tanto os que nasceram e cresceram aqui quanto os que vieram para estudar ou trabalhar. Não é ouvindo que nosso jovem verá que este mundo também é para ele, é vendo. Não será em programas ou eventos que o cidadão comum sentirá o gosto deste novo mundo, é fazendo parte dele no dia-a-dia. Parabéns às duas estudantes que nos representarão no Congresso da Unesp em nível estadual. São João precisa ouvir estes agentes de inovação!