Bem vindo
Notice: Undefined index: usuarioNome in /home/omunici/public_html/view/topo.php on line 39

Sair


Esqueci minha senha






Artigos :: 2016-08-11 -20:19:00

Seleção Brasileira e os caçadores do futebol perdido


(Foto: esportes.opovo.com.br)

 

Um dos maiores mistérios do mundo antigo, é o paradeiro da “Arca da Aliança”, narrada na Bíblia, e que por nunca ter sido encontrada após seguidas guerras no oriente médio, passou a ser conhecida como a “Arca Perdida”. Em 1981, Hollywood resolveu transformar essa história em filme, através da consagrada franquia do professor de história e aventureiro Indiana Jones, vivido pelo ator Harrison Ford. Pela sua temática empolgante e suas cenas de pura ação, o filme passou a ser considerado um dos melhores já produzidos na história.

Fazendo um paralelo com esse enredo, temos uma seleção que sempre foi considerada um tesouro do esporte, assim como a arca, e que por muitos anos foi admirada e muitas outras seleções do mundo fizeram de tudo para pará-la. Essa seleção foi simplesmente 5 vezes campeã do mundo de futebol sempre teve os maiores nomes do esporte no planeta.

Parece tudo muito lindo nessa história, né?! Pois é, não é! E é aí que nasce mais um grande mistério? Onde foi parar o futebol dessa seleção? De uns anos para cá, desde a Copa do Mundo de 2002, o então chamado “País do Futebol” começou a ser derrotado por seleções que antes não faziam frente nem mesmo aos juvenis deste dito país. A soberba subiu à cabeça dos jogadores a ponto de acharem que a individualidade poderia resolver jogos e campeonatos a qualquer momento. Esse foi o começo do desaparecimento do futebol desde pentacampeão. Se por acaso você ainda não se deu conta, nem pelo título do texto, sim, estou falando da Seleção Brasileira de Futebol.

A coletividade e a disciplina dos outros dos outros países passaram a suplantar a individualidade brasileira que não conseguia mais fazer a diferença, como antes. Seguidas derrotas e decepções contra grandes e principalmente pequenas seleções se tornaram comuns no dia a dia da seleção amarelinha. E o pior de tudo, sem qualidade nenhuma nos pés e todos já davam o futebol brasileiro como perdido.

Nestas Olimpíadas organizadas no Rio de Janeiro, o Brasil busca a medalha de ouro inédita no futebol, e nos dois primeiros jogos, mais duas decepções contra seleções como África do Sul e Iraque, não saindo do 0x0 com ambas. As vaias e as cobranças de torcedores, de jornalistas e comentaristas parecem ter dado um choque de realidade nesta equipe que na noite de ontem, em jogo decisivo contra a Dinamarca, voltou a apresentar um belo futebol, deixando as individualidades, inclusive a de Neymar, de lado e priorizaram o jogo coletivo. Resultado? 4x0 convincente.

Vamos ver o que acontece daqui para frente, mas tomara que este choque de realidade tenha realmente surtido efeito neste grupo e que eles continuem com a saga da Seleção Brasileira e os Caçadores do Futebol Perdido.