Bem vindo
Notice: Undefined index: usuarioNome in /home/omunici/public_html/view/topo.php on line 39

Sair


Esqueci minha senha






Artigos :: 2016-07-12 -19:14:00

Instituto Federal: Além dos muros


                 

Trataremos novamente da qualificação em um estágio anterior à faculdade, processo que funciona como um cartão de visitas para o ambiente inovador do ensino superior. Temos em São João uma instituição ímpar: o Instituto Federal, ensino público que busca chegar onde a tecnologia estava longe. Além de oferecer o ensino médio regular integrado ao técnico, o Instituto disponibiliza o complemento curricular para quem estuda em outros colégios (cursos modulares), como faz o Senac, e tudo isso o mais próximo possível da pesquisa de ponta. Por contar com jovens que também estão em outras escolas, esta modalidade espalha a pesquisa para espaços aonde ela pouco chegava, e seus alunos não fazem apenas a propaganda da instituição, mas também ajudam a propagar tecnologia. Para mergulhar neste universo recorremos ao gerente educacional do IFSP, o matemático e mestre em educação pela PUCCAMP Menoti Borri.

O Instituto Federal viabiliza a participação dos seus alunos em congressos e concursos estaduais e nacionais, onde desenvolvem soluções facilmente comercializáveis como sistema de monitoramento de enchentes ou um medidor de consumo de energia em tempo real para residências por exemplo, este último apresentado até na Costa Rica. Tem em seu DNA expandir conhecimento para fora de seus muros em atividades de extensão, além dos cursos modulares. Há o desenvolvimento de uma série de atividades em química, física e biologia com escolas da rede estatual, ao mesmo tempo que oferece um cursinho preparatório gratuito para o Enem na escola Hugo Sarmento.

O mapeamento e monitoramento de como estes jovens que respiram inovação podem levar este espírito para outras instituições é uma das chaves para otimizar o aproveitamento que a cidade faz de contar com uma instituição que foi o carro chefe da política nacional de ensino superior e médio de dez anos para cá. Projetos iniciados na instituição federal podem ser transplantados para outras escolas e centros universitários. Um controle de como estes alunos se espalham em outras atividades e instituições pode trazer os subsídios necessários para pensar como a sociedade incorpora um ambiente de tecnologia. Este parece ser o principal papel que o Instituto Federal pode cumprir em nosso Sistema de Inovação: integrar a pesquisa de ponta com a formação anterior ao ensino superior, não apenas oferecendo isso aos seus alunos regulares, mas mostrando a inovação como opção para toda uma sociedade.