Bem vindo
Notice: Undefined index: usuarioNome in /home/omunici/public_html/view/topo.php on line 39

Sair


Esqueci minha senha






Artigos :: 2016-05-04 -18:16:00

Hoje tem libertadores, amigo!


(Foto: esporteinterativo.com.br)

 

É amigo, em muitos lugares do planeta, existem campeonatos regionais, nacionais e os continentais. Tem Liga dos Campeões da Ásia, Liga dos Campeões da Europa entre outros. Campeonatos que enchem os olhos de muitos e outros, nem tanto. Mas só nós, latino-americanos temos a libertadores.

A libertadores é um caso à parte. Existem times fracos que conseguem feitos históricos pela determinação e “raça” que mostram em campo. Ao contrário de outros campeonatos, a libertadores nos permite ver o pior time da primeira fase ser campeão e o melhor, sair no primeiro mata-mata. Realmente parece que pra esses times, suas dores de serem chamados de ruins, de fracos, incompetentes, são libertadas e a redenção vem. Exemplos disso são San Lorenzo, Once Caldas, LDU, entre outros.

Para nós, brasileiros, isso serve de alerta. Sempre somos dados como “favoritos” nos jogos contra os times de países vizinhos, pelo toque de bola e a técnica já registrada, mas libertadores não é Champions. Não que lá não tenha, mas aqui é muito maior o espírito competitivo, a garra, a “bunda no chão” e o “coração na ponta da chuteira”. Claro que os times brasileiros chegam a vencer a liberta, mas quando entendermos que só técnica, tática e toque de bola não ganha campeonato mata-mata, a soberania dos times tupiniquins no continente será grande.

Hoje, Corinthians e Atlético-MG recebem seus adversários em casa, Nacional e Racing, respectivamente, e os brasileiros tem que vencer para avançar. O empate sem gols leva a decisão da vaga para os pênaltis, e com gols, estão fora. Também o São Paulo vai a Toluca, no México, com um 4x0 na bagagem e a vaga praticamente assegurada. Amanhã, quinta, o Grêmio tem a dura missão de reverter um resultado de 1x0 na Argentina, contra o bom time do Rosário Central.

Vamos ver o que vai dar, mas se não se acovardarem e jogarem bola, com raça, aliados ao toque de bola e a técnica, temos tudo para levarmos as vagas para as quartas. Só não podemos esquecer, que hoje tem libertadores, amigo!