Bem vindo
Notice: Undefined index: usuarioNome in /home/omunici/public_html/view/topo.php on line 39

Sair


Esqueci minha senha






Artigos :: 2016-03-26 -14:52:00

Parecia fácil demais...


Quarenta segundos de jogo e placar aberto com Douglas Costa, no começo avassalador do Brasil diante do Uruguai.  Depois de balançar a rede logo cedo, a Seleção Brasileira continuou construindo jogadas, fez 2 a 0 com Renato Augusto, aos 25 minutos, e parecia que seria uma vitória tranquila depois de muita desconfiança... parecia.

Depois disso, o time brasileiro voltou a apresentar o mau futebol das últimas partidas, as mesmas falhas de posicionamento e, com gols de Cavani e Suarez, um no fim do primeiro tempo e o outro no início da segunda etapa, a partida terminou com o empate por 2 a 2.

O Brasil tomou gol cedo demais e não levou a boa vantagem para o intervalo. O Uruguai cresceu, seus craques jogaram bola e ainda tiveram chances de virar a partida. Sorte a nossa que a bola não entrou e Alisson salvou quando exigido.

Antes da bola rolar, a dificuldade das duas partidas pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018 já eram consideradas grandes. Seis pontos eram considerados praticamente impossíveis de serem conquistados. Quem sabe um empate e uma vitória. Mas ninguém esperava a igualdade em casa e, ainda por cima, viajar para o Paraguai sem Neymar.

Mais uma vez, em momento decisivo, o camisa 10 e capitão do Brasil vai desfalcar o time canarinho, quando a equipe precisa – e muito – de seu talento.

A vitória no Paraguai não é algo de outro mundo, mas é bem improvável que venho com um time sem raça, vontade, jogadas ensaiadas, organização tática e, principalmente, sem técnico.